Mega Cartão Jovem – Fim Isenções

A FNAJ, enquanto membro integrante da cooperativa Movijovem e representante do movimento associativo juvenil e dos/as jovens, questiona Secretaria de Estado do Desporto e Juventude e Movijovem acerca do fim das isenções de comissões na CGD – Caixa Geral de Depósitos, para jovens com mais de 26 anos já a partir de 1 de maio deste ano.

A conta Mega Cartão Jovem até então isentava os jovens até 29 anos do pagamento de comissões de manutenção de conta. Tal alteração terá um impacto e consequências negativas na vida de muitos milhares jovens usufruidores da conta Mega Cartão Jovem, apresentando um retrocesso na política do banco público.

Perante estas preocupações, foi-nos reportado pela Direção da Movijovem que a conta Mega Cartão Jovem abrange cerca de 86% da totalidade dos Cartões Jovem (148.387 mil unidades) e que, paralelamente à retirada de isenções, a CGD irá aumentar o preço da anuidade do cartão de 12,48 para 14,56€ .

Assim, estamos perante um novo acordo que a Movijovem aceitou no limite e esgotadas opções mais viáveis, que resultou numa dupla penalização para os/as jovens no preço e na alteração da idade das isenções. A alteração da idade de isenções representa ainda um contrassenso na política da Movijovem que define a idade jovem até aos 30 anos de idade, para os serviços destinados à Juventude.

Além disso, esta medida é particularmente gravosa pois estamos a falar de um público que tipicamente não aufere rendimentos ou que ainda se encontra numa fase inicial da sua vida profissional, muitas vezes pautada por trabalhos precários e/ou mal remunerados. Ora,  o fim das isenções das comissões de conta e o aumento do custo do cartão afigura-se como um ataque à emancipação financeira de muitos milhares de jovens.